segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Depoimento Roseli



Olá, colegas,
Sempre gostei de ler e assim como os famosos Gabriel Pensador e Gilberto Gil, 
a primeira pessoa que me conduziu ao mundo das letras foi a minha avó, 
ensinou-me a ler e escrever, assim, ingressei  na escola aos seis anos já 
alfabetizada.
Gostava de ler gibis, dentre eles "Mônica" e "Tio Patinhas" eram os meus 
preferidos. 
Minha mãe também sempre gostou de ler e jornais e também, os "almanaques", 
faziam parte de nosso cotidiano, além de uma revista que não faltava em casa: "Seleções",  também propiciava uma leitura agradável...
Quando completei 09 anos, minha mãe associou-se ao Círculo do Livro e 
presenteou-me com a coleção completa de Monteiro Lobato, que era lindíssima, 
de capa dura, repleta de ilustrações, li e reli muitas vezes. 
Na adolescência apaixonei-me por Agatha Christie e devorei todos os seus livros... 
E desde então, nunca mais abandonei o hábito da leitura, foram tantas obras 
e tantos autores, que até perdi a conta: Vida e Morte Severina, Os sertões, 
de Euclides da Cunha; O tempo e o Vento de Guimarães Rosa, O diário de 
Anne Frank, A metamorfose, de Kafka, O elixir da longa vida, As cidades 
e as serras, de Eça de Queiroz, Romeu e Julieta, Shakespeare, O cortiço de 
Aluísio Azevedo, etc. 
Recentemente, acabei de ler Agnes Heller, uma visão interessante sobre o 
cotidiano e Território e Gestão Ambiental na Amazônia, de Neli Aparecida 
de Mello-Théry. 
Um abraço,


Um comentário:

  1. Sua experiência em leitura viaja por várias vertentes, né, colega? Gostei.

    ResponderExcluir